Secretário da Segurança do Rio afasta o comandante-geral da PM

Decisão de afastar José Luís Castro já havia sido tomada por Beltrame antes do primeiro turno das eleições; substituto deverá ser o coronel Alberto Pinheiro Neto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame exonerou na tarde desta quinta-feira (6) o comandante-geral da Polícia Militar, o coronel José Luís Castro. A decisão foi comunicada pouco antes das 18h ao oficial que esteve no gabinete de Beltrame.

O encontro entre os dois durou dez minutos. Por hora, o coronel Paulo Henrique Moraes, que ocupa o Estado-Maior Operacional da corporação, segundo posto na instituição, assume interinamente o comando da PM do Rio.

A decisão de afastar o coronel Castro já havia sido tomada pelo secretário Beltrame antes do primeiro turno das eleições, em 5 de outubro. O secretário estava irritado com as denúncias de corrupção da PM que vieram a público com as operações realizadas em conjunto pela Subsecretaria de Inteligência, da própria secretaria, e pelo Ministério Público estadual.

Desde setembro, duas operações mostraram PMs envolvidos com traficantes ou extorquindo motoristas e comerciantes. Nas duas ações, dois coronéis foram presos pela polícia. O então, coordenador de Operações Especiais, o coronel Alexandre Fontenelle e o coronel Dayzer Corpas, que comandava o batalhão da Ilha do Governador, zona norte. Ambos negam as acusações e dizem que falarão apenas em juízo.

A saída de Castro voltou a ser debatida no fim de semana no encontro entre Beltrame e o governador Luiz Fernando Pezão, em Piraí. A decisão foi comunicada ao governador. Na segunda (3), Beltrame e Pezão se encontraram com o coronel Castro na inauguração de uma companhia em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Em seu discurso, Beltrame não citou o coronel Castro, mas agradeceu a presença e o trabalho desenvolvido pelo ex-comandante da PM, o coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, antecessor de Castro, e que passou a cerimônia ao lado do secretário.

A reportagem apurou que o secretário busca agora um nome para substituir o coronel Castro. O nome que foi levado a Beltrame e agradou, inicialmente, é do coronel Alberto Pinheiro Neto, ex-Estado Maior da corporação, e, atualmente, responsável pela segurança da TV Globo.

A reportagem não conseguiu contato com o coronel Pinheiro Neto para falar sobre o assunto. O processo de aposentadoria de Pinheiro Neto na PM está parado na secretaria de Segurança, o que possibilitaria o seu retorno à corporação. O secretário entende que Pinheiro Neto seria, neste momento, o nome ideal para resgatar a imagem da PM do Rio.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave