Empresa da AmBev é investigada por sonegação na Argentina

Corporação teria subfaturado o valor exportado, o que equivaleria a uma fraude na casa dos US$ 234 milhões, segundo chefe de gabinete da Casa Rosada, Jorge Capitanich

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O chefe de gabinete da Casa Rosada, Jorge Capitanich, afirmou que a Maltería Pampa, que pertence à AmBev, está sendo investigada pela Receita Fiscal argentina por sonegação de impostos. A Maltería Pampa fica na cidade de Puan, na Província de Buenos Aires, produz cerveja para a Ambev e tem seus próprios campos de cevada. 

Segundo Capitanich, a empresa teria subfaturado o valor exportado, o que equivaleria a uma fraude na casa dos US$ 234 milhões. Para isso, a empresa teria, contabilmente, diminuído a rentabilidade das operações e feito uma triangulação com as fábricas que a Maltería Pampa tem no Uruguai.

Em comunicado, a Maltería Pampa afirma que cumpre todas as normas fiscais e de divisas aplicadas na Argentina. Capitanich não deu detalhes, mas, em uma prestação de contas na Câmara dos Deputados, a listou entre empresas que estão sendo investigadas por evadir divisas. Além da Maltería Pampa, ele citou a General Electric e a Procter & Gamble, que é acusada pelo fisco de ter sonegado impostos referentes a US$ 138 milhões de produtos vindos do Brasil -a multinacional teve seu Cuit, o equivalente argentino do CNPJ, suspenso.

A denúncia é que a Procter & Gamble faturava as mercadorias que iam do Brasil para a Argentina com uma filial da Suíça e, assim, evadia divisas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave