Chuvas neste mês já superam a de outubro mas reservatórios têm queda

Governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse na última quarta-feira (5) que vai aumentar a captação do Guarapiranga para ajudar a população que recebe água do Cantareira

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

As chuvas no mês de novembro na região das represas do Cantareira, Alto Tietê e Guarapiranga já superaram a quantidade de chuva de outubro. A chuva, no entanto, não tem sido suficiente para evitar a queda no nível dos reservatórios.

Apenas nos cinco primeiros dias deste ano, choveu 54,7 mm no Cantareira enquanto no mês passado inteiro foi de 42,5 mm. No Alto Tietê os números foram 53 mm neste mês e 20,1 mm no mês passado. No Guarapiranga, choveu 17,6 mm e 15,4 mm, respectivamente.

Apesar da chuva, os índices continuam em queda. Nesta quinta-feira (6), o sistema Cantareira opera com 11,7% de sua capacidade já contabilizando a segunda cota do volume morto. Na quarta (5), o nível era de 11,8%. Já no Alto Tietê, o nível se manteve estável de quarta para quinta após seguidas quedas. O nível é de 8,6%.

A queda mais expressiva foi na Guarapiranga que tinha 37,5% na quarta e hoje conta com apenas 37,1%. Reportagem da Folha mostra que o sistema Guarapiranga, que abastece mais de 4 milhões de pessoas em São Paulo, será explorada ainda mais nos próximos meses.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse na última quarta-feira (5) que vai aumentar a captação do Guarapiranga para ajudar a população que recebe água do Cantareira, que está com níveis críticos.

Com a manobra (com potencial de atingir 300 mil habitantes), ao contrário do que ocorreu em anos anteriores, a represa pode chegar no fim da estação chuvosa com baixa reserva para enfrentar a próxima temporada de seca.

O Guarapiranga é usado desde fevereiro no socorro ao Cantareira, por meio do remanejamento de água entre os reservatórios. Ele estava com retirada de 14 mil litros por segundo. Agora, haverá aumento de 7% na captação.

Em outubro, com pouca chuva, a represa perdeu 0,4 ponto percentual por dia -nesse ritmo, se a estiagem seguisse no verão, ela poderia ser esvaziada até fevereiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave