Presidente do Banco do Brasil faz pedido informal para deixar cargo

Pedido teria sido feito de maneira informal ao ministro da Fazenda; em nota BB negou a demissão de Aldemir Bendine

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Valter Campanato/ABr - 8.4.2008
undefined

  

O presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, entregou informalmente seu cargo ao ministro da Fazenda, Guido Mantega. Bendine já não tinha mais apoio no governo para permanecer no comando do BB, após reportagens da Folha de S.Paulo revelarem que a instituição ajudou a apresentadora de TV Val Marchiori a obter empréstimo no BNDES.

Oficialmente, a saída de Bendine deve acontecer depois de a presidente Dilma Rousseff retornar da reunião do G20 (grupo que reúne grandes economias mundiais), que acontecerá nos dias 15 e 16 de novembro na Austrália. Dilma informou esta semana que anunciará o novo ministro da Fazenda, em substituição a Mantega, após o G20. Dessa forma, faria as duas trocas ao mesmo tempo.

Bendine sofreu forte desgaste no banco e no governo nos últimos meses. Em agosto, a Folha de S.Paulo revelou que ele foi autuado pela Receita Federal por não comprovar a origem de aproximadamente R$ 280 mil em seu patrimônio. No mesmo mês, a Folha divulgou que um ex-motorista do BB, em depoimento ao Ministério Público Federal, afirmou que fez diversos pagamentos em dinheiro a pedido de Bendine e que também transportou recursos em espécie a mando do presidente do BB.

No mês passado, a Folha mostrou que Val Marchiori obteve R$ 2,7 milhões num empréstimo subsidiado pelo governo, a partir de uma linha do BNDES, contrariando diversas normas internas do BB. A socialite é amiga de Bendine e esteve hospedada no mesmo hotel em que Bendine em duas missões oficiais do banco, uma em Buenos Aires e outra no Rio.

Por meio de nota, o BB negou o pedido de demissão de Bendine. "O Banco do Brasil informa que eventuais nomeações e demissões de presidentes ocorrem conforme determina o Estatuto Social da Organização. Nesse sentido, o BB nega especulações sobre 'entrega de cargo', e lamenta a publicação de boatos."

Substituto

Bendine sai do banco sem deixar um substituto provável para o cargo. A escolha de Bendine seria Alexandre Abreu, vice-presidente de Negócios do banco. As chances de Abreu diminuíram muito nas últimas semanas, dada sua proximidade com Bendine. O secretário-executivo da Fazenda, Paulo Caffarelli, também está cotado.

Folhapress

Leia tudo sobre: banco do brasilpedido