Willian desabafa: “falaram que não tínhamos “tchan” em mata-mata”

Atacante celeste também enalteceu o empenho dos companheiros celestes para reverter o placar adverso

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em um lance com o meia-atacante Rildo, do Santos, Willian levou a pior e fraturou a costela no jogo de ida das semifinais
IGOR COELHO/ESTADÃO CONTEÚDO
Em um lance com o meia-atacante Rildo, do Santos, Willian levou a pior e fraturou a costela no jogo de ida das semifinais

Herói celeste. É assim que o atacante Willian está sendo chamado pelos torcedores do Cruzeiro, após uma atuação de gala diante do Santos, quando o jogador foi responsável pelos dois gols que levaram a Raposa a se classificar para a final da Copa do Brasil- na metade do segundo tempo, o time celeste perdia o jogo por 3 a 1. E após a classificação conseguida na raça, o jogador do “bigode grosso” desabafou.

“Eles falaram que a gente não tinha o “tchan” em mata-mata. Claro que não é para atingir ninguém, mas é para mostrar a nós mesmos que temos condições. Isso não acontece à toa, é fruto de um trabalho,” afirmou o atacante.

Além de desabafar sobre as críticas que a equipe celeste vem sofrendo nesta reta final da temporada, Willian também fez questão de agradecer o apoio da sua família. 

“Meu pai esteve presente aqui. A luta que ele sempre passou. Ele sempre me apoiou e deixou minha avó que não está tão boa (de saúde) para estar aqui presente. É só agradecer e está todo mundo de parabéns pelo espírito de luta," concluiu o atacante.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave