sequestrada pelo vizinho

Mulher está desaparecida há nove meses; polícia investiga o caso

iG Minas Gerais |

Mulher foi vista pela última vez em casa, na cidade de Comendador Gomes
Divulgacao / Prefeitura de Comen
Mulher foi vista pela última vez em casa, na cidade de Comendador Gomes

Quase nove meses após o desaparecimento de Cléria Costa de Barcelos, de 41 anos, a Polícia Civil da cidade de Fronteira, no Triângulo Mineiro, instaurou inquérito na semana passada para investigar um possível sequestro da vítima. A fazendeira, que também tem uma creche na cidade de Comendador Gomes, na mesma região, foi vista pela última vez no dia 15 de fevereiro, antes de sair de casa.

De acordo com o delegado Fabrício Oliveira Altemar, o principal suspeito do crime seria um vizinho de Cléria Costa, identificado como Izoelmo Pedro de Sousa, de 63 anos, que também sumiu. O investigador informou que o suspeito e a vítima já tiveram um relacionamento e, antes de sumir, Sousa teria dito a familiares que iria buscar a fazendeira para “viver um romance com ela”.

O delegado contou que dois dias após o desaparecimento de Cléria Costa, o vizinho suspeito começou a fazer ligações para familiares dela informando que a mulher estava bem, mas não queria conversar por telefone. “A Cléria tem o perfil de uma mulher dedicada aos filhos. Sabendo que a filha faria aniversário e o filho iria se casar, ela teria ligado para parabenizá-los”, contou o delegado.

Ainda segundo Altemar, antes de desaparecer, a mulher não teria conversado com nenhum parente. Sousa ainda teria usado o celular dela para enviar mensagens aos familiares, mas a filha percebeu que a forma de escrever não era da mãe e acionou a polícia. “Ele (o vizinho) pegou o celular dela e começou a mandar mensagens para a família dos dois, mas não deixava que ela falasse com eles, então desconfiamos que Cléria está na companhia dele contra a vontade dela”, afirmou Altemar.

Prisão

O delegado ainda informou que a polícia fez o pedido de prisão preventiva de Izoelmo Pedro de Sousa, mas não tem pistas do paradeiro dele e da vítima.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave