Miséria no país aumenta pela primeira vez desde 2003

Número de indigentes do Brasil cresceu de 10,08 milhões, em 2012, para 10,45 milhões no ano passado; trata-se de um aumento de 3,7%

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pela primeira vez desde os 10% de 2003, o processo de redução da miséria no Brasil é interrompido. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de indigentes do país cresceu de 10,08 milhões, em 2012, para 10,45 milhões no ano passado. As informações são do blog Dinheiro Público & Cia, do portal "Folha de S.Paulo".

Trata-se de um aumento de 3,7%, o que, de acordo com a publicação, não chega a ser expressivo.

Os dados foram obtidos através do Ipeadata, banco de dados do instituto, disponibilizados no último dia 30. Entretanto, os números ainda não foram anunciados publicamente. 

De acordo com o instituto, as informações ainda não foram divulgadas em respeito à legislação eleitoral. Os dados do Ipeadata não incluem os números relacionados a extrema pobreza.

 

Leia tudo sobre: MisériaBrasilIpeaIpeadataAumentoBlogFomeCrescimento