Nilton Monteiro e Carone são libertados

Lobista e jornalista são acusados de falsificar documentos

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

O lobista Nilton Monteiro e o jornalista Marco Aurélio Carone deixaram ontem a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o advogado de Nilton Monteiro, Willian Ferreira, seu cliente foi absolvido no processo em que era acusado de falsificação de documentos. Hoje, ele ainda é alvo de um inquérito também por falsificação de notas promissórias.

“Meu cliente é inocente em todas as suspeitas, e vou provar isso”, disse o defensor. Nilton Monteiro ficou conhecido por ter sido o autor da chamada Lista de Furnas. Em 2005, ele divulgou o nome de mais de 120 políticos que receberiam dinheiro de Furnas para fazer campanha política.

Já o jornalista Marco Aurélio Carone foi detido há dez meses, em janeiro deste ano, acusado de fazer matérias caluniosas e intimidadoras contra dez das 11 testemunhas do processo no qual ele e Monteiro eram réus. Carone é dono do “Novo Jornal”, com sede no bairro Cruzeiro, na região Centro-Sul da capital.

A defesa do jornalista não foi encontrada para comentar a sua liberdade. Mas, como Carone responde ao mesmo processo no qual Nilton Monteiro foi absolvido, o advogado Willian Ferreira acredita que os dois tenham sido liberados pelo mesmo motivo. Ele também foi investigado por lavagem de dinheiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave