Para estreitar laços, Dilma convida eleitos para confraternização

Ideia é estreitar laços e mostrar atenção por parte da presidente, que ainda é tida pelos correligionários como avessa à política

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um dia após o PT cobrar mais diálogo e interferência no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), o Palácio do Planalto convidou deputados, senadores e governadores eleitos em outubro para um encontro na quinta-feira (6).

A ideia é estreitar laços e mostrar atenção por parte de Dilma, que ainda é tida pelos correligionários como avessa à política.

O ex-presidente Lula é esperado para o encontro. O presidente do PT, Rui Falcão, e os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Relações Institucionais) também devem estar presentes.

O PT elegeu cinco governadores (MG, BA, PI, CE e AC), 70 deputados e 12 senadores. Nesta segunda (3), em sua primeira reunião após a reeleição da presidente, a Executiva Nacional do PT aprovou um texto defendendo uma guinada de Dilma à esquerda.

No momento em que a presidente deve intensificar as conversas para a montagem de sua nova equipe econômica, o PT fez questão de destacar que pretender interferir mais no segundo mandato petista, inclusive na área econômica.

"O PT deve buscar participar ativamente das decisões acerca das primeiras medidas do segundo mandato, em particular sugerir medidas claras no debate sobre a política econômica, sobre a reforma política e em defesa da democracia nos meios de comunicação", diz o texto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave