Jogadores dizem que fizeram todo o possível por dispensados

Atletas pregaram foco total na decisão desta quarta, mas não deixaram de destacar que fizeram tudo que estava ao alcance pela permanência dos companheiros

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

André e Jô foram dispensados pela diretoria após atos de indisciplina
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
André e Jô foram dispensados pela diretoria após atos de indisciplina

O Atletico encerrou na tarde desta terça-feira a preparação para o duelo com o Flamengo, partida que vale uma inédita vaga na final da Copa do Brasil. No entanto, a polêmica gerada pela dispensa dos atacantes Jô e André, além do lateral-esquerdo Emerson Conceição foi um dos assuntos mais comentados durante a coletiva de imprensa de Marcos Rocha e Diego Tardelli.

Os jogadores pregaram foco total na decisão desta quarta, mas não deixaram de destacar que fizeram tudo que estava ao alcance do grupo pela permanência dos companheiros.

"O foco é no Flamengo. Isto foi uma coisa que aconteceu, mas a diretoria já resolveu. Eram jogadores importantes, que tínhamos uma certa amizade, mas temos que continuar trabalhando. O mais importante é focarmos no Flamengo", afirmou Marcos Rocha.

"Não tinha como nós, jogadores, intervimos por eles. Foi pedido isto, e aconteceu este deslize. A diretoria resolveu afastar. Agora temos 25 jogadores para resolver esta situação e buscar esta classificação contra o Flamengo", completou o lateral-direito.

Diego Tardelli também lamentou o episódio do triplo afastamento, principalmente por seu amigo pessoal Jô. "A gente fica triste porque a gente queria com o Jô na quarta-feira, assim como o André, o Conceição. É difícil tocar neste assunto porque a diretoria pediu que a gente esquecesse isto tudo. A gente fica triste porque todo mundo gosta do Jô, é uma pessoa muito querida por todos. Fizemos de tudo para manter os três no grupo", disse.

"Isto já foi passado quando o Levir tirou a concentração. O jogador que não se enquadrasse dentro da linha que o Levir tinha pedido ia ser afastado. Acho que o clube tomou as medidas que tinha que fazer. A gente falou, eu, o Victor, o Josué. A gente tonteou fazer o que pode. Mas o Maluf  veio, esclareceu tudo e ponto final nesta história", concluiu. 

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocopa do brasildispensatristezaelenco