Alunos reclamam que horários de ônibus da linha S55 não são cumpridos

Usuários do transporte público relataram que os atrazos na linha Santa Mônica/Minas Shopping são constantes

iG Minas Gerais | Felipe Castanheira |

Estudantes e funcionários da Faculdade Kennedy, no bairro Rio Branco, na região de Venda Nova, reclamam que os ônibus da linha S55 (Santa Mônica/Minas Shopping) não estão cumprindo o quadro de horários definido pela BHTrans durante a noite. O aluno do curso de Engenharia Civil Bruno Cézar relata que, durante a semana, os motoristas praticamente não fazem a viagem das 22h15 e quem está no ponto é obrigado a pegar outra condução ou esperar pelo ônibus que sai às 22h45.

O problema também é relatado por Maria das Graças da Silva, funcionária da Faculdade, que conta ter que ficar mais de uma hora aguardando o transporte coletivo. "A gente fica mofando no ponto, os horários não são cumpridos. Nesse horário isso é muito complicado, porque depois que os alunos vão embora você fica praticamente sozinha", reclama.

A insegurança também incomoda Bruno, que apesar de nunca ter presenciado nenhum roubo no local, conta já ter escutado relato de colegas sobre assaltos e furtos nas imediações.

Tanto Bruno quanto Maria das Graças contam já terem feito diversas reclamações junto a BHTrans pelo telefone 156, mas dizem nunca ter tido uma resposta da gerenciadora de transporte. O estudante relata que mais uma vez perguntou aos motoristas da linha o motivo do atraso e foi informado que os ônibus não saem porque não compensaria fazer a viagem, por haver poucos passageiros no horário.

A BHTRANS informou que tem intensificado a fiscalização da linha suplementar 55  para verificar o cumprimento das viagens, principalmente no horário noturno e que convocou o líder da linha para falar sobre o problema. As linhas suplementares e do transporte coletivo convencional são fiscalizadas por Agentes de Transportes e Trânsito e também de forma eletrônica. A empresa de transporte destacou que é importante que a população registre as reclamações e sugestões na Central de Atendimento Telefônico da Prefeitura, no telefone 156, ou no portal www.bhtrans.pbh.gov.br, para melhor direcionar e agilizar a equipe de fiscalização.

Leia tudo sobre: s55ônibusBhtransatraso