João Paulo Cunha pede para cumprir restante da pena em casa

Condenado no processo do mensalão, ex-presidente da Câmara foi preso em fevereiro e, segundo cálculos da Vara de Execuções Penais, pode progredir do regime semiaberto para o aberto desde o dia 30 de outubro

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP) enviou um pedido à Justiça para cumprir o restante de sua pena de 6 anos e 4 meses em casa. Condenado no processo do mensalão, Cunha foi preso em fevereiro e, segundo cálculos da Vara de Execuções Penais, pode progredir do regime semiaberto para o aberto desde o dia 30 de outubro.

De acordo com lei, os presos que cumprem um sexto de sua pena podem pedir a progressão. Cunha conseguiu antecipar a data pois trabalhou, estudou e leu livros na cadeia. Com isso, abateu 115 dias de sua pena, o que lhe garantiu a antecipação da progressão.

De acordo com seu advogado, Conrado Donati, o pedido de progressão de regime chegou ao relator do processo do mensalão, Luís Roberto Barroso, na última quinta-feira (30).

Em situação similar à de Paulo Cunha, outros condenados no processo do mensalão pediram e conseguiram progressão de regime e estão cumprindo pena em casa, entre eles, o ex-presidente do PT José Genoino.

O ex-ministro José Dirceu (PT-SP) já obteve decisão favorável e deve ser solto nesta terça-feira (4).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave