Confederação nega adiamento e confirma Copa Africana em janeiro

Por causa da epidemia de ebola, o adiamento da competição foi pedido pelo Marrocos, país-sede

iG Minas Gerais | Folha Press |

A Copa Africana de Nações de 2015 será disputada em janeiro, a despeito da epidemia de ebola e o pedido de adiamento da competição por Marrocos, o país-sede. A decisão foi informada nesta segunda-feira (3) pelo diretor de comunicação da Confederação Africana de Futebol, Junior Binyam.

Uma nova reunião acontecerá no dia 11 de novembro, no Cairo, sede da Confederação Africana de Futebol, com o propósito de "tomar as decisões que sejam necessárias", acrescentou Binyam ao fim de uma reunião com os representantes marroquinos.

O Marrocos, país-sede, pediu para adiar o campeonato por medo de que a afluência de milhares de torcedores poderia provocar a chegar do ebola, que até o momento já causou a morte de mais de 4.950 pessoas no oeste da África.

O país tem até 8 de novembro para dar uma resposta oficial à Confederação. As opções são: que Marrocos organize o torneio; ou que a Copa seja disputada em outro país.

"Qualquer mudança de calendário seria prejudicial ao calendário da Confederação, que deve estar em consonância com o calendário da Fifa", insistiu Binyam.

Nas últimas semanas, a Confederação tem sondado outros países, como África do Sul, Gana e Argélia, perguntando se estariam dispostos a assumir a organização do evento.

Por ora, o sorteio da competição continua marcado para 26 de novembro em Rabat, no Marrocos, como estava planejado. Dezesseis seleções participarão da Copa Africana de 2015, incluindo a seleção anfitriã.