Agente penitenciário é morto em frente à própria casa

Mulher do homem assassinado relatou à polícia que ela chegava em casa de moto quando foi abordada por duas pessoas armadas, que pediram para chamar o agente

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O agente penitenciário Marcos Antônio Azenha, de 46 anos, foi morto em frente à própria casa, no bairro Limoeiro, em Taiúva (a 363 km de São Paulo), na noite deste domingo (2).

Segundo a Polícia Civil, Azenha morreu com tiros de pistola calibre 45 e nove milímetros. Ele tinha ao menos dez perfurações no corpo, de entrada e saída dos projéteis, segundo a polícia.

A mulher do agente relatou à polícia que ela chegava em casa de moto quando foi abordada por dois homens armados, que pediram para chamar o agente penitenciário.

Quando Azenha saiu à porta, foi alvejado com os disparos e morreu na hora. A dupla fugiu sem roubar nada. A Polícia Civil investiga a autoria e motivação do crime.

O agente, de acordo com a polícia, trabalhava no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Taiúva. A direção da SAP (Secretaria de Estado da Administração Penitenciária), por meio de nota, informou não saber se Azenha recebia ameaças ou corria risco de morte.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave