Itália encontra último corpo no navio Costa Concordia

Naufrágio aconteceu na costa da Toscana, em janeiro de 2012, depois do navio bater em pedras, matando 32 pessoas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Costa Concordia chegou ao porto de Gênova
AP Photo/Antonio Calanni
Costa Concordia chegou ao porto de Gênova

Um corpo encontrado na carcaça do Costa Concordia nesta segunda-feira (3) deve ser da última pessoa desaparecida quase três anos após o naufrágio do navio italiano. Russel Rebello, um indiano que trabalhava como garçom no navio, era o único corpo ainda não encontrado.

Uma porta-voz da Guarda Costeira italiana disse que o corpo encontrado era presumidamente de Rebello. Os restos mortais do funcionário do cruzeiro foram localizados dentro do navio, que está em um estaleiro de Gênova para ser desmontado.

O corpo estava dentro de uma cabine na ponte 8. Ele não tinha sido notado pelas equipes de busca porque estava escondido por móveis. O Costa Concordia afundou na costa da Toscana, em janeiro de 2012, depois de bater em pedras, matando 32 pessoas.

O naufrágio do Concordia provocou uma evacuação noturna caótica e uma das maiores operações de salvamento marítimo da história. Após ficar encalhada no mar por mais de dois anos, a embarcação foi rebocada em julho, em uma das mais complexas operações náuticas da história.

Agora, as autoridades italianas acreditam que a desmontagem total do navio terminará em 2016. Em outubro do ano passado, foram localizados os corpos de Maria Grazia Trecarichi, na ponte 3, a penúltima vítima.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave