Sada Cruzeiro encara surpreendente Voleisul-Paquetá, dentro de casa

Equipe gaúcha venceu Sesi-SP por 3 a 1 na última rodada e mostra que possui condições de brigar de igual com os grandes

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Sada Cruzeiro inicia luta por vaga na fase semifinal
Renato Araujo/divulgação
Sada Cruzeiro inicia luta por vaga na fase semifinal

Ao imaginar que dentro de quadra acontecerá o confronto entre o atual campeão brasileiro e uma equipe que acaba de subir da divisão de acesso, o resultado apontado por muitos é de vitória fácil. Os jogadores do Sada Cruzeiro gostariam muito que esse teoria fosse confirmada, mas ela não aparecerá quando a bola subir nesta terça-feira, às 21h, contra o Voleisul-Paquetá-Esportes-RS, equipe que estreia na Superliga depois de ficar em segundo lugar na Superliga B. O jogo acontece no ginásio do Riacho, em Contagem, e terá transmissão ao vivo do Sportv.

Motivos não faltam para convencer os jogadores celestes de que dificuldades não faltarão, mesmo encarando um novato. A primeira delas vem do resultado de sábado, quando os gaúchos de Novo Hamburgo venceram, fora de casa, nada menos que o vice-campeão brasileiro Sesi-SP. O Voleisul não somente venceu como saiu da capital paulista com três pontos, impedindo o forte time do técnico Marcos Pacheco de pontuar na tabela de classificação.

O segundo motivo é a força do elenco sulista, que possui jogadores já conhecidos no cenário nacional. Talvez a maior referência da equipe seja o levantador Rafinha, que tentará carregar o time com sua experiência de 21 edições de Superliga. Boa parte deste período Rafinha passou no Minas Tênis Clube, onde criou grande identificação. "O torneio, a cada ano, continua surpreendendo. As equipes se reforçam e mostram qualidade. Isso está acontecendo mais uma vez, nesta temporada, mesmo que ela tenha acabado de começar", indica o central Douglas Cordeiro, que chegou a jogar junto de Rafinha no Minas.

Além do levantador, o Voleisul conta com o oposto Leandrão, além dos pontos Japa e Hugo, ambos com passagem pela UFJF. Hugo e Leandrão já defenderam o Sada Cruzeiro há algumas temporadas. O comando técnico da equipe é do experiente Paulo Roese. 

"Todos os times vão tentar nos incomodar, por sermos os atuais campeões. Eles vão querer jogar bem e mostrar potencial com a presença de alguns atletas que buscam espaço na elite do vôlei brasileiro. Somos o time a ser batido por estarmos defendendo o título. Não tenho dúvida que eles virão para cima e vão dar trabalho. Não somente este, mas todos os outros jogos serão difíceis", aponta Cordeiro.