Ações da Petrobras caem mais de 2% e puxam Bolsa para baixo

Na manhã desta segunda-feira, o Ibovespa registrava desvalorização de 1,90%, para 53.591 pontos; no mesmo horário, os papéis preferenciais da Petrobras, sem direito a voto, tinham queda de 2,22%, a R$ 14,94 cada um

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O principal índice da Bolsa brasileira opera em queda nesta segunda-feira (3), devolvendo parte da forte alta de mais de 4% registrada no último pregão. O Ibovespa é puxado para baixo pelas ações da Petrobras, enquanto os investidores aguardam pela reunião do conselho da estatal.

Às 11h03 (de Brasília), o Ibovespa registrava desvalorização de 1,90%, para 53.591 pontos. O volume financeiro era de R$ 541 milhões. No mesmo horário, os papéis preferenciais da Petrobras, sem direito a voto, tinham queda de 2,22%, a R$ 14,94 cada um.

A reunião do conselho de administração da Petrobras que estava prevista para a última sexta-feira foi adiada para esta terça-feira (4).

Câmbio

No câmbio, o dólar à vista, referência no mercado financeiro, tinha valorização de 0,43% sobre o real, às 11h, cotado em R$ 2,478 na venda. Já o dólar comercial, usado no comércio exterior, operava estável também valendo R$ 2,478.

O Banco Central deu continuidade ao seu programa de intervenções diárias no câmbio, através do leilão de 4.000 contratos de swap cambial (operação que equivale a uma venda futura de dólares), pelo total de US$ 197,5 milhões.

A autoridade ainda não anunciou se pretende rolar os vencimentos de contratos previstos para dezembro, cujo valor do lote chega a cerca de US$ 9,8 bilhões.

Leia tudo sobre: PetrobasBolsaEstatalQuedaIbovespaAçõesBrasilCâmbioDólarMercado Financeiro