Jovem que organizava rolezinhos é morto dentro de carro de amigo

Adolescente assassinado tinha mais de 25 mil seguidores no Facebook; de acordo com a polícia, suspeito é um colega da vítima de 18 anos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A família do adolescente morto acredita que o suspeito tinha inveja de Leonardo
Reprodução/Facebook
A família do adolescente morto acredita que o suspeito tinha inveja de Leonardo

O adolescente Leonardo Henrique Soares Alvarenga, de 16 anos, morreu na terça-feira (28) ao ser baleado na cabeça em Itaquera (zona leste de SP). De acordo com a polícia, o suspeito é um colega da vítima de 18 anos. O jovem foi assassinado dentro do carro do suspeito.

Para a polícia, o jovem disse que o tiro foi acidental. A família da vítima, no entanto, diz que o crime foi premeditado. Eles acreditam que o suspeito tinha inveja de Alvarenga, que organizava rolezinhos e bailes e tinha mais de 25 mil seguidores no Facebook.

O acusado, segundo a polícia, é o funileiro Leonardo Pereira dos Santos, filho de um ex-guarda-civil metropolitano. Inicialmente, ele afirmou à polícia que Alvarenga foi morto em uma tentativa de roubo. Logo após o crime, Santos disse que Alvarenga e outros quatro adolescentes estavam em seu Vectra quando um carro se aproximou e exigiu que parassem. Como acelerou, ele disse que os bandidos atiraram.

Após a perícia mostrar que o disparos foram feitos de dentro do carro, Santos afirmou que atirou. Para a polícia, ele disse que voltava de um baile funk quando encontrou um amigo que lhe deu a arma.

Segundo Santos, a arma estava descarregada e o dono da arma chegou a apertar duas vezes o gatilho contra a própria cabeça para provar que estava sem munição.

O dono da arma, que tem passagem na polícia por roubo, e Santos foram presos em flagrante. A reportagem não conseguiu contato com os advogados dos suspeitos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave