CEO da Apple 'sai do armário' e diz ter orgulho de ser gay

No artigo, Tim Cook demonstrou ser feliz e estar seguro diante da sua orientação sexual; "Ser gay está entre as melhores coisas que Deus poderia me dar"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

MARK LENNIHAN/AP/DAPD - 11.1.2011
undefined

Em um artigo publicado na revista "Bloomberg Businessweek" nesta quinta-feira (30), Tim Cook, CEO da Apple, assumiu ser homossexual após anos de boatos. Na publicação, Cook disse que nunca havia negado sua sexualidade, mas também nunca tinha confirmado publicamente.

Segundo o executivo, diversos colegas de trabalho sabem que ele é gay e que por anos, foi aberto em relação à sua orientação sexual para muitas pessoas. "O desejo de manter a minha privacidade estava me impedindo de fazer algo mais importante", disse Cook.

No artigo, o CEO da Apple demonstrou ser feliz e estar seguro diante da sua orientação sexual. "Ser gay está entre as melhores coisas que Deus poderia me dar", afirmou.

Cook disse ter sorte por trabalhar em uma empresa que "aceita as diferenças entre as pessoas". Para ele, essa aceitação aflora a criatividade e proporciona a inovação, o que é muito importante para a companhia.

O executivo ressaltou no artigo que irá defender pessoalmente os direitos igualitários para todas as pessoas e que vai continuar focado em conseguir ser o melhor CEO.