Primeiros curdos do Iraque chegam a Kobani para lutar contra facção

Um comboio de peshmergas vindos do Iraque cruzou a fronteira com a Turquia e se concentrou nesta quarta-feira na cidade de Suruc, na fronteira com a Síria, próximo à Kobani

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Os primeiros combatentes curdos do Iraque, os peshmerga, entraram na cidade curda de Kobani, na Síria, através da fronteira com a Turquia, nesta quinta-feira (30), disse o Observatório Sírio para Direitos Humanos (OSDH).

A ONG com sede em Londres informou que dez combatentes entraram em Kobani e mais são esperados.

Desde de 16 de setembro, a cidade está sob ataque da facção radical Estado Islâmico (EI), que já controla partes da Síria e do Iraque.

Um comboio de peshmergas vindos do Iraque cruzou a fronteira com a Turquia e se concentrou nesta quarta (29) na cidade de Suruc, na fronteira com a Síria, próximo à Kobani. Outros peshmergas que haviam chegado de avião já estavam na cidade.

Segundo oficiais curdos da Síria, cerca de 150 peshmergas são esperados na cidade para reforçar a luta contra o EI.

Nesta quinta, o líder curdo do Iraque disse estar preparado para enviar mais combatentes se necessário.

Reforço

Segundo uma fonte do governo turco, além dos peshmergas, um grupo de 150 combatentes do Exército Livre Sírio (ELS) também se juntou aos curdos de Kobani contra o EI.

O ELS é um grupo de rebeldes moderados que luta pela queda do regime de Bashar al-Assad na Síria.

A coalizão de países liderada pelos EUA contra o EI também tem bombardeado a facção nos arredores de Kobani.

O conflito obrigou a fuga de cerca de 200.000 curdos sírios para a Turquia.

Leia tudo sobre: ConflitoCombateEstado IslâmicoMundoKobaniIraqueTurquiaFacçãoONGSíriacurdos