Oliveira alivia arbitragem por gol mal anulado, mas Dedé ironiza

Cruzeiro poderia ter saído do Mineirão com vantagem ainda maior, mas auxiliar invalidou tento legítimo de Ricardo Goulart

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

ESPORTES BH MG: LANCES DA PARTIDA ENTRE CRUZEIRO X SANTOS VALIDA PELA SEMIFINAL DA COPA DO BRASIL JOGO DE IDA. NA FOTO:

FOTO: DENILTON DIAS /  O TEMPO / 29.10.2014
DENILTON DIAS / O TEMPO
ESPORTES BH MG: LANCES DA PARTIDA ENTRE CRUZEIRO X SANTOS VALIDA PELA SEMIFINAL DA COPA DO BRASIL JOGO DE IDA. NA FOTO: FOTO: DENILTON DIAS / O TEMPO / 29.10.2014

O Cruzeiro venceu o Santos por 1 a 0, no Mineirão, e vai para o jogo da volta podendo empatar ou até perder por um gol de diferença que se classificará para a final da Copa do Brasil. Mas, a vantagem poderia ser ainda melhor, já que a arbitragem anulou um tento legítimo marcado por Ricardo Goulart. Enquanto o técnico Marcelo Oliveira preferiu não reclamar, o zagueiro Dedé ironizou o prejuízo.

O comandante celeste comentou sobre o lance em que Goulart colocou a bola no fundo das redes em condição legal, assim como Júlio Baptista também estava no início da jogada. Porém, Oliveira rechaça que tenha havido alguma má intenção do bandeirinha.

”Houve um erro que nos daria uma vantagem ainda maior de dois gols. Um erro do bandeirinha, sem nenhum problema de tendência, não foi tendencioso, mas ele está na linha para fazer isso, e infelizmente nos prejudicou. Mas, não vou falar de arbitragem, porque o Cruzeiro jogou muito bem e tem a possibilidade de sair da Vila Belmiro classificado para a final”

O zagueiro Dedé, por outro lado, não se mostrou tão compreensivo com a arbitragem brasileiro e desabafou sugerindo que haja má vontade com o Cruzeiro.

"Cara, eu não sei, mas no Cruzeiro é assim. Acho que já fizemos uns oito gols anulados na temporada, é assim mesmo", disse. 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposamarcelo oliveiratecnicogolanuladodedearbitragem