Caixa reclama que não foi procurado

O presidente do PT de Minas, Odair Cunha, sinaliza que vai conversar com o deputado. “O Caixa é um deputado importante

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

O segundo deputado estadual mais votado neste ano para assumir uma vaga na Assembleia de Minas, Mário Henrique Caixa (PCdoB), espera que o PT o procure para discutir apoio na Casa. O parlamentar reclama que os petistas não conversaram com ele, nem antes, e nem depois da eleição.  

Cacifado pelos seus mais de 130 mil votos, Caixa aguarda ser cortejado pelo novo governador, Fernando Pimentel (PT). Indagado se teria espaço no Executivo estadual, o comunista disse que não havia sido procurado. “O PT está fazendo comigo a mesma coisa que fez antes da campanha: não me procurou. Eu recebi 130 mil votos. Não vou procurar ninguém. Se eles quiserem, me procurem”, disse Caixa, que, apesar de pertencer a um partido do núcleo de apoio a Pimentel, foi visto durante a campanha em atos do PSDB.

O presidente do PT de Minas, Odair Cunha, sinaliza que vai conversar com o deputado. “O Caixa é um deputado importante. Estamos conversando com todos os parlamentares, vamos falar com ele também”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave