Dinheiro causa briga a 17% dos casais

No caso de inadimplentes, segundo pesquisa do SPC Brasil, percentual chega a 22,7% deles

iG Minas Gerais |

Grande parte dos problemas começa quando assunto é dinheiro
Colin Adamson/stockxpert
Grande parte dos problemas começa quando assunto é dinheiro

SÃO PAULO. Amor, amor, negócios à parte. Quando se trata de dinheiro é justamente isso que acontece. Uma pesquisa revela que 16,7% dos brasileiros casados declaram que a maneira como eles gastam o próprio dinheiro é motivo de briga em casa. O percentual de conflitos sobe para 22,7% quando analisados somente os casais inadimplentes. Ao pesquisar apenas os entrevistados que não estão com contas em atraso, o percentual cai para 10,7%.

O levantamento foi realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira Meu Bolso Feliz.

Para o educador financeiro do portal Meu Bolso Feliz José Vignoli, os números mostram que grande parte dos problemas de relacionamento começa quando o assunto é dinheiro, mas nem sempre isso é percebido claramente pelos casais. “Na maioria dos casos, o dinheiro vem disfarçado nas discussões. Se falta dinheiro para uma saída, o problema pode ser percebido como falta de romantismo. Se não há dinheiro para levar os filhos ao cinema, o conflito pode ser percebido como falta de carinho e atenção”, diz Vignoli.

Transparência. O estudo mostra também que a falta de transparência pode resultar em superendividamento e acabar em inadimplência. Um em cada dez entrevistados (10,1%) afirma que não consegue fugir à pressão dos filhos e acaba endividado. “Quando os filhos são maiores, eles precisam saber da situação financeira da família e participar das decisões para compreender até onde vai o limite do cartão do pai”, afirma ele.

Mas o excesso de dinheiro também pode se tornar problema. “Quando a renda do casal é farta, dificilmente os dois chegam a um consenso sobre os hábitos de consumo de um e de outro e também sobre a melhor forma de administrar as finanças”, diz.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave