Após 40 dias, Dilma retorna ao Planalto

A expectativa é que a presidente escolha o sucessor de Guido Mantega no Ministério da Fazenda antes de embarcar para a reunião do G-20, na Austrália, em 15 de novembro

iG Minas Gerais |

Brasília. Depois de ficar dedicada à sua campanha em busca da reeleição, alcançada no último domingo, a presidente Dilma Rousseff voltou, nesta quarta, a despachar em seu gabinete no Palácio do Planalto, após 40 dias. O último dia em que Dilma esteve lá foi em 19 de setembro, quando recebeu atletas olímpicos e paralímpicos, vencedores de jogos na China e na Rússia.

A presidente embarcou nesta quarta para a Base Naval de Aratu, na Bahia, para descansar até o fim de semana.

Nessa terça, Dilma promoveu uma grande reunião com parte de sua equipe econômica para tratar da política econômica do segundo mandato.

A expectativa é que a presidente escolha o sucessor de Guido Mantega no Ministério da Fazenda antes de embarcar para a reunião do G-20, na Austrália, em 15 de novembro. Com isso, haveria uma redução da tensão do mercado, que tem provocado grandes oscilações na Bolsa de Valores e na cotação do dólar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave