Oposto dos EUA abandona as quadras para se dedicar à família

Matt Anderson disse estar vivendo sob muito stress e que sente falta de estar ao lado dos entes queridos

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Anderson tem apenas 27 anos e teria muito tempo de vôlei, caso continuasse a carreira
DIVULGAÇÃO - FIVB
Anderson tem apenas 27 anos e teria muito tempo de vôlei, caso continuasse a carreira

Semanas após um dos momentos de maior alegria na carreira, uma das estrelas da seleção de vôlei masculino dos EUA, decidiu se aposentar por conta própria.

O oposto Matt Anderson, campeão mundial com seu país neste ano, rescindiu contrato com o seu clube, o Zenit Kazan, da Rússia.

Anderson, em entrevista, afirmou que precisa de descanso de uma rotina estressante, que o impede de estar ao lado da sua família da maneira como ele gostaria.

“Tenho sete anos no voleibol profissional e quase parei de ver minha família, que sempre foi muito importante para mim. Comecei a me sentir desconfortável com isso e constantemente sob stress. Então, decidi fazer uma pausa e recuperar o amor pelo jogo. Decidi parar por conta própria, porque estava cansado de voleibol”, admitiu o atleta, que perdeu o pai em 2010 e possui uma tatuagem em homenagem a um movimento pró-autismo, doença que afeta seu sobrinho Tristin. 

Com 27 anos e muito caminho pela frente, ele irá desfalcar um elenco que já sofre com ausências. O técnico Vladimir Alekno terá que se virar sozinho para suprir a lacuna em sua equipe.