Anel Rodoviário terá inversão de fluxo em caso de acidentes

Medida já existente em outras capitais será adotada até o fim da próxima semana e objetiva melhorar o trânsito no trecho entre o Olhos D'Água e o Betânia

iG Minas Gerais | BERNARDO MIRANDA |

Transtorno. No último dia 8, caminhão demorou mais de seis horas para ser retirado do Anel Rodoviário após acidente
AJL
Transtorno. No último dia 8, caminhão demorou mais de seis horas para ser retirado do Anel Rodoviário após acidente

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte vai contar com quatro passagens para reversão do tráfego para pista contrária em casos de acidentes. A medida que visa evitar que o o trânsito fique completamente interditado na via está sendo implementada pela Via 040, que é a concessionária do trecho entre os bairros Olhos D'Água e Califórnia.

Os pontos de reversão serão montados próximo ao viaduto sobre a avenida Tereza Cristina, no trevo do bairro Betânia, na entrada para o Buritis e próximo à passarela do bairro Olhos D’Água. Essas passagens de uma pista para outra, que terão quarenta metros de extensão, poderão ser utilizadas nos momentos de acidentes graves para amenizar o congestionamento na via. Quando houver a necessidade de interdição, o fluxo de veículos será encaminhado para a pista no sentido contrário, que passará a contar com uma faixa a menos no fluxo normal. A escolha de onde os pontos de reversão serão colocados foi feita com base no estudo das estatísticas de ocorrências registradas pelos órgãos de trânsito que atuam no Anel, identificando os trechos com maior índice de acidentes.

A reversão será feita com a orientação dos policiais militares e agentes da Via-040, que ficarão responsáveis pela sinalização e orientação dos motoristas para realizar a conversão. A expectativa é de que, até o fim da semana que vem, essas passagens já estejam prontas para serem utilizadas, se for necessário.

Na última sexta-feira (24), um acidente envolvendo oito veículos provocou o fechamento do Anel Rodoviário por mais de quatro horas, já que um caminhão-tanque com risco de explosão dificultou a retirada dos veículos. Na semana passada, O TEMPO mostrou que a faixa reversível é uma estratégia viária já utilizadas em outras capitais, mas que até então era desprezada em Belo Horizonte.

Retorno

Outra mudança que já está em vigor ocorre no retorno do bairro Olhos D'Água, para quem sai do Anel e quer seguir para a BR-040 no sentido Belvedere. A partir de agora, o veículo que sai do retorno terá preferência para entrar na rodovia. Antes, ele precisava esperar o fluxo dos veículos que estavam na via, o que causava vários congestionamentos. Para isso, o fluxo na BR-040 vai ser reduzido de três para duas faixas no trecho. A medida começou a valer nesta quarta-feira (29), durante o horário de pico pela manhã, e está sendo feita com cones, até que a sinalização fixa seja montada.

Leia tudo sobre: anel rodoviário