Irmãs suspeitas de matar e queimar homem se apresentam à polícia de MG

Trio, que estava com a prisão temporária decretada, negou o crime; vítima era companheiro de uma delas

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

As três irmãs suspeitas de terem queimado um homem em Três Corações, no Sul do Estado, se apresentaram à Polícia Civil da cidade nessa terça-feira (28). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da corporação.

Segundo a polícia, as jovens foram localizadas, receberam uma intimação e foram à delegacia. Elas foram ouvidas e negaram ter matado e queimado Ed Carlos Mateus. Porém, as prisões temporárias das jovens estavam decretadas, e o delegado de plantão teve que esperar passar as 48 horas depois das eleições para efetuar as detenções.

As mulheres foram levadas para o presídio da cidade e seguem à disposição da Justiça.

Relembre

Mateus foi assassinado no dia 20 de setembro. Na época, a Polícia Civil informou que ele teve um relacionamento amoroso com uma das suspeitas há nove anos e, durante esse tempo, a dona de casa era constantemente agredida.

No dia do crime, a mulher convidou o ex-companheiro para um churrasco. O homem aceitou e seguiu par ao local da festa com as três irmãs e um outro homem. No meio do caminho, a mulher teria dado uma marretada no homem.

O jovem tentou reagir e tomar a direção do carro, que era conduzido por uma das irmãs. Neste momento, o veículo derrapou e parou na pista. O outro homem que estava com o grupo conseguiu sair do veículo e se esconder em um matagal.

Ele contou à polícia que viu o carro passando novamente pelo local onde houve a derrapagem e, depois, seguindo pela estrada de terra até o local onde o corpo de Mateus foi encontrado.

O laudo da necrópsia apontou que ele sofreu pelo menos 20 golpes que partiram de uma arma branca antes de ser queimado.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave