Brasil tem 3,2 mi de doadores de medula

iG Minas Gerais |

Para catalogar e qualificar o cadastro de doadores de medula óssea, o Ministério da Saúde criou, em 1993, o Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). Segundo a pasta, atualmente mais de 3,3 milhões de brasileiros estão inscritos no registro. O país possui o terceiro maior banco de dados do gênero do mundo.

O Redome tem objetivo de reunir informações de doadores compatíveis – como nome, endereço, resultados de exames e características genéticas – entre os grupos étnicos semelhantes, mas que não sejam da mesma família. Ainda segundo dados do ministério, o Redome conseguiu aumentar de 30 mil para 3,3 milhões o número de doadores nos últimos dez anos. Ele perde apenas para os registros dos Estados Unidos e Alemanha.

Ele estabelece uma manutenção regulada de doadores para qualificar a busca, mas de acordo com a assessoria do Ministério da Saúde, o Redome não limita as chances de compatibilidade e nem a possibilidade de aumentar os números do cadastro. (BF)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave