Dátolo se prepara para duelo com o compatriota Canteros

Com funções importantes em seus respectivos clubes, jogadores prometem trazer ao clássico um pouco da raça e qualidade técnica argentina

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Dátolo está pronto para levar a melhor em encontro o argentino Dátolo
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Dátolo está pronto para levar a melhor em encontro o argentino Dátolo

A rivalidade histórica entre Flamengo e Atlético será mais uma vez colocada à prova. Nesta quarta-feira, às 22h, as equipes se encaram pela partida de ida das semifinais da Copa do Brasil, no Maracanã. Mas este encontro também irá contar com traços hermanos. Com funções importantes em seus respectivos clubes, Dátolo e Canteros prometem trazer ao clássico um pouco da raça e qualidade técnica argentina.

"Acho que somos pouco parecidos. Cada um tem seu estilo de jogo", apontou Dátolo.

Canteros chegou ao Flamengo no período da Copa do Mundo, justamente em uma fase turbulenta no Urubu. Elias tinha acabado de anunciar sua transferência para o Corinthians e os jogadores ainda estavam ressentidos com a perda do volante. O argentino precisou superar a desconfiança e foi ganhando a torcida com muito talento, seriedade e visão de jogo. Canteros vem sendo um dos pilares do esquema tático de Luxemburgo e foi essencial na recuperação da equipe, que agora se vê longe do perigo de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Já Dátolo chegou ao Atlético depois de rescindir o seu contrato com o Internacional, já que não tinha chance de ser escalado em um time com quatro estrangeiros. Aos poucos, o jogador foi tendo oportunidades no time principal e assumiu o papel de garçom do ataque alvinegro após a saída de Ronaldinho Gaúcho.

"O Atlético me contratou para isto. Graças a Deus, o Levir me deu esta oportunidade de ter uma sequência de jogos. É fazer o meu melhor para o time continuar crescendo. Estou muito feliz por este momento", disse o argentino.

Projetando um duelo equilibrado contra o Flamengo, Dátolo tratou de pedir aos seus companheiros bastante atenção.

"Nosso erro tem que ser mínimo. Temos que estar concentrados. Copa do Brasil é muito parecida com a Libertadores. Temos que pensar que o jogo não vai acabar na quarta-feira. Será uma partida de 180 minutos", avaliou.

"Estamos felizes, contentes, mas ainda não conquistamos nada. Temos que ir com esta mesma pegada. Será um jogo muito importante no Maracanã, mas a gente vai em busca da vitória", concluiu Dátolo.

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocopa do brasilcanterosdátoloflamengo