"King James" quer levar os Cavaliers ao trono do Leste

Com LeBron de volta, Cleveland vai em busca de inédito titulo; cidade almeja dar fim à maldição que perdura desde 1964

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love. Se preparem, pois os Cavs prometem bastante!
REPRODUÇÃO/NBA
LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love. Se preparem, pois os Cavs prometem bastante!

Se prepare para uma verdadeira guerra. Novos aspirantes à rei do Leste querem assumir o trono que pertenceu ao Miami Heat por quatro temporadas. Mas a franquia da Flórida não irá entregar a regalia com tanta facilidade. Mesmo sem LeBron, o Heat ainda tem muito combustível no tanque. Uma equipe que possui em seu elenco Wade, Bosh, Luol Deng e boas peças para movimentar a rotação, casos de Chris Andersen, Danny Granger, Udonis Haslem e o novato Shabbaz Napier, tem tudo para seguir em sua caçada implacável pelo topo da tabela.

Fim da maldição em Ohio? 

No entanto, o território ficou hostil para Miami. Isto porque uma nova força nasceu em Cleveland. Os Cavaliers são o time "on fire" da NBA no momento. Um favoritismo absorvido após uma intensa movimentação na offseason, e que inclui troca de primeira escolha no draft, mudança de comissão técnica e a aposta maior em LeBron James, que volta à franquia por duas temporadas. O retorno de James traz qualidade técnica, impulsiona o marketing,a publicidade e é simbólica. Uma reconciliação com o povo de Ohio, seu estado natal, e a confiança de que, desta vez, a maldição de Cleveland passará. 

Relembre as 10 melhores jogadas de LeBron pelos Cavs: 

Desde que o Cleveland Browns ganhou o título do futebol americano em 1964, a cidade, também representada na NBA e no beisebol com o Indians, jamais ganhou um troféu. Se for juntar tudo, dá mais de 150 temporadas de jejum. 

A equipe é forte. A adição de Kevin Love foi fundamental para aumentar o poder de fogo no garrafão, já que o jogador é especialista em rebotes, além de trazer inteligência ao jogo ofensivo dos Cavs. Love é um dos jogadores com um QI de basquete elevadíssimo e isto fará toda a diferença. Versátil, ágil e letal em arremessos da cabeça do garrafão, o jogador se junta a um elenco que possui Kyrie Irving, armador com potencial para ser um dos melhores em sua posição na NBA, além de outros jovens destaques, casos de Tristan Thompson, Dion Waiters, Matthew Dellavedova, Joe Harris, somada à experiência do brasileiro Anderson Varejão e dos veteranos Shawn Marion e Mike Miller.

Por um Rose saudável! 

Mas é bom ficar de olhos bem abertos a outras equipes que povoam a Conferência Leste da NBA. Um destes exemplos é o Chicago Bulls. A franquia, que ficou conhecida pela dinastia Michael Jordan, reforçou seu esquadrão com Pau Gasol, ex-Lakers, e tem tudo para brigar pelo topo com um Derrick Rose saudável e a versatilidade de Joakim Noah.

Velhos parceiros, novo destino

Os Knicks também são referência, ainda mais com Derek Fisher agora na função de treinador. Em sua primeira experiência na beira da quadra, o ex-jogador conta com a total confiança de Phil Jackson, treinador mais vitorioso da NBA e agora presidente de operações da franquia de Nova York. A pressão sobre os Knicks será ainda maior, mas a equipe está mais amadurecida. Espera-se a liderança de Carmelo Anthony, além da explosão de Stoudemire (que está devendo e muito). O time ainda conta com J.R. Smith e Iman Shumpert, peças que somadas a José Calderon, Pablo Prigioni e Samuel Dalembert possuem a capacidade de levar os Knicks a uma posição de destaque no Leste.

"We The North" 

Para nós, brasileiros, é bom também observamos o Toronto Raptors. A equipe possui a dupla brazuca Lucas Bebê e Bruno Caboclo, novato que foi apelidado pela imprensa norte-americana de Kevin Durant brasileiro.

Últimas observações 

Mas, sem dúvidas, outras equipes aparecem com possibilidades altíssimas de galgarem uma vaga nos Playoffs. Após protagonizar uma belíssima temporada, os Wizards do brasileiro Nenê estão em alta e podem lutar por um vaga na fase final, assim como o Brooklyn Nets.

E é claro, não podemos nos esquecer de Atlanta Hawks e também do Indiana Pacers, equipe que ainda luta para sanar a ausência de Paul George, que se lesionou gravemente durante a preparação da seleção norte-americana para a Copa do Mundo de basquete, mas que segue com boas chances ao possuir no elenco destaques como Roy Hibbert, David West e o veterano Luis Scola.

E para os saudosistas, nada melhor do que o retorno do Charlotte Hornets, equipe que sob a batuta do proprietário Michael Jordan pode causar aos fãs gratas surpresas. 

Apostas campeões de divisão no Leste: 

Atlântico: Knicks 

Central: Cleveland 

Sudeste: Miami 

Apostas nos Playoffs 

1. Cleveland Cavaliers 

2. Chicago Bulls 

3. New York Knicks 

4. Miami Heat 

5. Indiana Pacers

6. Brooklyn Nets 

7. Atlanta Hawks 

8. Washington Wizards 

Decepção: Philadelphia 76ers. Esta temporada promete ser bem assustadora para os torcedores dos Sixers. Sem Michael Carther-Willians em sua total forma, a equipe irá encontrar dificuldades apesar de um futuro promissor. 

Pode surpreender: Giannis Antetokounmpo, Jabari Parker, Larry Sanders, John Henson, Khris Middleton, Brandon Knight, esta é a esquadra do Milwaukee Bucks. Muito talento, muita velocidade e uma grande possibilidade de chegar aos Playoffs. Não entra em minhas apostas imediatas, mas pode ser a grata surpresa do Leste. 

Leia tudo sobre: nbabasqueteconferência lesteanáliseclassificados