Minas e MOC encaram finalistas do Campeonato Paulista

Equipe de BH enfrenta o Funvic-Taubaté-SP enquanto Pequi Atômico terá pela frente o Sesi-SP

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

ESPORTES
JOAO GODINHO /O TEMPO
ESPORTES

Os dois finalistas do Campeonato Paulista de vôlei masculino, considerado o regional mais equilibrado do país, estarão no caminho de dois mineiros, pela Superliga, nesta quarta-feira. Enquanto o Minas Tênis Clube enfrenta o campeão regional Funvic-Taubaté-SP, fora de casa, às 20h, o Pequi Atômico recebe o Sesi-SP, atual vice-campeão paulista e brasileiro, dentro de seus domínios, às 19h30. Enquanto o MOC fará sua estreia na competição, o Minas parte para a segunda partida, depois de vencer a UFJF, no sábado, na abertura do torneio.

Completando a rodada desta quarta-feira, o Voleisul-Paquetá-Esportes-RS enfrenta o Brasil Kirin-SP, dentro de casa.

Difícil dizer qual tarefa é mais complicada. Apesar de jogar contra uma das equipes mais fortes do torneio, o Montes Claros terá a força da sua torcida para minimizar as dificuldades. "O nosso grande problema é que ainda não fizemos um número de jogos satisfatório. Não estamos no ritmo que gostaríamos, justamente por termos feito poucos partidas, ao contrário do Sesi-SP. Apesar de ser a nossa estreia, não sinto o grupo ansioso", mostra o central Acácio, um dos mais experientes do time.

A presença de Lucarelli, Lucão, Serginho e Marcelinho não assusta o time do interior mineiro, que sabe que é possível vencer os comandados de Marcos Pacheco. "Pra mim, vejo o time deles um pouco abaixo do ano passado. Neste começo de temporada, pude acompanhar que eles estão sofrendo muito na recepção e na distribuição de bola", indica Acácio. O meio-de-rede foi autêntico ao não apontar a chegada recente do levantador Marcelinho como um dos fatores que dificulta a armação de jogadas. "Na minha visão, essa dificuldade não é pela falta de entrosamento. Ele faz o simples e adiciona pouca coisa ao time", opina.

Acácio acredita que ainda é cedo para falar onde o time pode chegar na temporada. "Nosso início de trabalho foi um pouco turbulento. Aos poucos, vamos tentar construir bons resultados", indica.

Minas quer surpreender favorito

O Minas Tênis Clube começou a temporada com o pé direito, ao vencer a UFJF, no último sábado, dentro de casa. Mas, nesta quarta-feira, o time do técnico Nery Tambeiro terá a primeira de muitas pedreiras no torneio.

Fora de casa, a equipe encara o Funvic-Taubaté-SP, às 20h. A equipe paulista montou uma verdadeira seleção para o torneio e pretende estrear com uma vitória para mostrar para que veio. O triunfo na abertura do torneio deu ao Minas uma confiança a mais para trilhar um caminho de sucesso. 

"Essa vitória nos motiva. Nosso time tem muito potencial, apesar de ser novo. Podemos surpreender qualquer favorito se jogarmos bem. Vamos em busca disso", indica o central Pétrus, um dos contratados para esta temporada.

O time mineiro precisará diminuir os erros apresentados no sábado se quiser incomodar o Taubaté, que conta com estrelas do nível do levantador Rapha, do oposto Lorena, dos pontas Dantes e Lipe e do central Sidão. Entrar no jogo sem o nível máximo poderá render um preço caro.

"Eles possuem um time experiente, que sabe lidar bem com estreias e momentos decisivos. Eles vêm de um título e também estão motivados. O fato casa os deixa ainda mais confiantes. Mas temos condições de vencer sim", garante Pétrus.