PM em Governador Valadares desmente estupros em série

Uma tentativa e um estupro foram realizados pelos suspeitos procurados, no último domingo (26), mas PM garante ser caso pontual

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

O estupro de uma adolescente de 17 anos tem causado pânico entre a população de Governador Valadares, na região do Vale do Rio Doce. Na tentativa de acalmar e tranquilizar, principalmente as mulheres, a Polícia Militar deu uma entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira (28), e garantiu que este foi um caso isolado.

Pelas redes sociais, os moradores trocam informações sobre o crime e os suspeitos. "Mulheres vamos tomar cuidado, algumas informações que recebi sobre os estupradores: carro celta preto com placa final 44 com 2 homens dentro", publicou uma jovem no Facebook.

Segundo o tenente-coronel Wagner Fabiano do 6º Batalhão da Polícia Militar, não existe uma sequência de crimes. "Foi um fato isolado que estamos empregando todos os os nossos esforços para identificar e prender os suspeitos".

De acordo com o tenente-coronel, na manhã do último domingo (26), houve uma tentativa de estupro na rua Sete de Setembro, próximo a umas passarelas, no bairro Nossa Senhora das Graças. Dois homens em um carro tentaram segurar uma moça e colocar ela em um carro, mas não conseguiram.

Em uma segunda tentativa, eles conseguiram agarrar uma adolescente de 17 anos que estava indo para a casa do namorado, colocaram ela no carro, foram para um local ermo com ela , já na saída para Vitória (ES) e a estupraram dentro do carro.

Segundo a vítima, eles não cobriam o rosto e aparentam ter 30 e 50 anos. Ela chamou a PM que a conduziu para o atendimento médico, onde ficou comprovado o estupro. Os militares fizeram todo o trajeto pelo qual a vítima passou com os suspeitos e recolheram imagens de câmeras de segurança. Até o momento, os homens não foram localizados e nem o veículo escuro.

"Não é motivo para pânico. Estou aqui há cerca de 20 anos é nunca vi um caso dessa natureza. Foi um fato isolado. Está tendo uma comoção na cidade, mas não há motivo para isso. Não há uma série de estupros. Está havendo uma exposição da foto da vítima e chegando várias informações truncadas sobre os suspeitos", afirmou o tenente-coronel.

A PM já descartou que os suspeitos ajam usando roupas de garçons.

Leia tudo sobre: estuproadolescentesérie