Oposição espera ter mais munição

Na análise do cientista político da Universidade de Brasília (UNB) Antônio Flávio Testa, por mais que esses temas “voltem” ao debate, a oposição precisa ser enfática e não “ao estilo mineiro”, brincou

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

O presidente do PSDB de Minas, deputado federal Marcus Pestana, espera que a oposição tenha munição. Ele fala ainda em um efeito “boomerang” (em referência ao brinquedo que “vai e volta”) de denúncias que surgiram ao longo da campanha presidencial que, segundo ele, irão desgastar a imagem da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) e que darão “munição” para a oposição.  

“No caso da Petrobras mesmo, a sociedade só viu até agora uma ponta do iceberg. Além disso, as tarifas públicas terão que ser elevadas, e nove em cada dez especialistas falam em crise econômica no próximo ano”, argumenta.

Na análise do cientista político da Universidade de Brasília (UNB) Antônio Flávio Testa, por mais que esses temas “voltem” ao debate, a oposição precisa ser enfática e não “ao estilo mineiro”, brincou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave