Adolescente de 15 anos atira e mata professora em sala de aula

Nas redes sociais jovem publicou: ‘você desperta meu serial killer interno’

iG Minas Gerais |

Homenagem. Estudantes lembram colegas mortos nos EUA
Ted S. Warren/associated press
Homenagem. Estudantes lembram colegas mortos nos EUA

Tallinn, Estônia. Um estudante de 15 anos atirou e matou uma professora durante a aula nesta segunda. O crime aconteceu em uma cidade localizada na região sul da Estônia.

Quatro outros alunos estavam na sala de aula na escola Paalalinna, na cidade de Viljandi, no momento do crime, de acordo com informações divulgadas por Tuuli Harson, porta-voz da polícia local. Ela afirmou também que o atirador foi apreendido e que nenhuma das outras pessoas que estavam no local ficou ferida no ataque.

Autoridades do governo disseram que a vítima era uma professora de alemão que tinha 56 anos. A polícia não informou detalhes sobre a motivação do episódio. No entanto, fontes policiais afirmaram que a arma usada pelo jovem era legal e pertencia ao pai dele.

O jornal “Postimees” informou que o atirador recentemente começou a publicar imagens de armas e de guerra em seu perfil no Facebook. Umas das fotografias incluía um texto com a mensagem “você desperta meu serial killer interno”.

O presidente estoniano, Toomas Hendrik Ilves, classificou o episódio como uma tragédia. “Não é uma tragédia de uma escola ou de uma cidade. É uma tragédia para toda a Estônia”, afirmou em um comunicado.

Nos EUA, aluna não resiste Marysville, EUA. Zoe R. Galasso, 14, morreu nesta segunda, dois dias após um estudante iniciar um tiroteio no Estado norte-americano de Washington. O episódio já levou à morte outras duas pessoas. Gia Soriano morreu na noite de domingo. O escritório de exames médicos disse que Zoe não resistiu a um ferimento causado por um tiro na cabeça. O atirador, Jaylen R. Fryberg, 15, morreu de maneira similar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave