IBM lança sistema colaborativo para combater ebola em Serra Leoa

Segundo a companhia, o sistema é capaz de identificar correlações e tópicos urgentes entre os dados enviados pelos usuários, além da localização específica de cada mensagem reportada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A IBM anunciou nesta segunda-feira (27) que desenvolveu um sistema colaborativo para telefones móveis para ajudar o governo de Serra Leoa no combate à propagação do vírus Ebola.

A ferramenta permite aos leonenses reportar às autoridades, por meio de SMS ou mensagem de voz, qualquer informação relacionada à doença, traduzindo a informação obtida em um mapa de monitoramento diário da situação do vírus no país.

Segundo a companhia, o sistema é capaz de identificar correlações e tópicos urgentes entre os dados enviados pelos usuários, além da localização específica de cada mensagem reportada.

"[O sistema] já trouxe à luz regiões onde casos da doença tem crescido e que precisam, por exemplo, de abastecimento urgente de produtos de higiene pessoal e de uma resposta mais rápida na coleta e sepultamento dos corpos", diz a companhia em um comunicado.

A iniciativa é uma parceria entre a IBM, o governo de Serra Leoa, universidades e a operadora africana Airtel, que disponibilizou um número gratuito para coletar as mensagens da população.

Outras iniciativas

A IBM não é a primeira empresa de tecnologia a se engajar na luta contra o Ebola na África. Na semana passada, a Microsoft anunciou -sem entrar em detalhes- que vai oferecer serviços de computação em nuvem e aplicativos de pesquisa para cientistas e médicos que trabalham com o vírus Ebola.

Também neste mês, o fundador e presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, disse que ele e sua esposa Priscilla Chan farão uma doação de US$ 25 milhões à ONG CDC Foundation para o combate à epidemia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse neste final de semana que já foram registrados mais de 10 mil casos de ebola nos oito países afetados, dos quais 4.922 terminaram com morte do infectado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave