Doleiro Alberto Youssef continua internado e não tem previsão de alta

De acordo com o hospital, o doleiro está consciente e com sinais vitais dentro da normalidade, mas ainda não tem previsão de alta médica

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O doleiro Alberto Youssef continua internado no Hospital Santa Cruz, em Curitiba (PR), para onde foi levado depois de passar mal no sábado (25).

Segundo boletim médico divulgado nesta segunda-feira (27), "Youssef mantém quadro clínico estável, apresentando na avaliação da manhã quadro cardiológico estável".

De acordo com o hospital, o doleiro está consciente e com sinais vitais dentro da normalidade, mas ainda não tem previsão de alta médica.

Acusado de participar de um esquema de corrupção que teria desviado até R$ 10 bilhões da Petrobras, Youssef foi um dos nomes mais citados destas eleições. Na última semana, o doleiro disse em depoimento à Polícia Federal que Lula e Dilma tinham conhecimento do esquema de propina na empresa estatal.

A suspeita dos médicos é que Youssef esteja sofrendo de "angina instável", condição grave na qual o coração não é irrigado corretamente e que pode levar a um infarto.

No domingo (26), a Polícia Federal soltou uma nota desmentindo boatos surgidos nas redes sociais de que Youssef teria sido envenenado. Segundo a PF, ele foi internado por conta de uma queda de pressão arterial causada pelo uso de medicação para doença cardíaca, e esta foi a terceira vez que ele recebeu atendimento médico na prisão.

A filha do doleiro, a psicóloga Kemelly Caroline Fujiwara Youssef, desmentiu os boatos surgidos nas redes sociais de que Alberto estaria morto. "Está tudo certo. Ele está bem", disse Kemelly.

Leia tudo sobre: Alberto YoussefEstávelCuritibaParanáDoleiroBrasilSaúdeAtaque cardíaco