Executiva do PT exalta vitória em Minas e provoca tucanos

Para o coordenador da campanha em Minas, um fator decisivo foi a união dos partidos aliados no Estado; mil pessoas participam da festa na rua dos Timbiras, conforme a PM

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda/Tâmara Teixeira |

Integrantes da executiva nacional do PT, o deputado federal Reginaldo Lopes e o coordenador da campanha da presidente Dilma Rousseff em Minas, Walfrido Mares Guia, destacaram, na noite deste domingo (26), a importância da vitória no Estado para o resultado final da eleição. Na festa de comemoração do resultado, em frente ao comitê do PT de Belo Horizonte, eles aproveitaram para provocar os rivais do PSDB que chegaram a dizer que venceriam em Minas com até quatro milhões de votos de vantagem.

"Os mineiros foram sábios. Aécio apostou no quanto pior melhor e não fez o dever de casa que era mandar os projetos para as grandes obras, como metrô, Anel Rodoviário, que se espera que Dilma avance e que ela sempre teve disposição de fazer. a eleição da presidente abre um novo horizonte. o povo brasileiro sabe que a vida melhorou. temos a oportunidade de fazer um governo mais de esquerda e lamentavelmente o Aécio não teve coragem de assumir a posição de direita", alfinetou Reginaldo Lopes.

"No Congresso Dilma tem ampla maioria e toda eleição é disputada. temos que construir uma base não só para governar, mas com o programa de governo. chegou a hora de uma aliança programática e para a reforma política", completou sobre a nova etapa de governo do PT.

Para o coordenador da campanha em Minas, um fator decisivo foi a união dos partidos aliados no Estado. "O PT, o PMDB, o PRB e o Pros deram lição de competência e união. Nos não perdemos um minuto com disputas internas e vaidades ou com pequenos problemas. Todo mundo estava sintonizado", declarou.

Ele ainda destacou as cinco visitas que a presidente Dilma fez ao Estado e a presença do ex-presidente Lula na reta final na capital. "A orientação nacional que tivemos foi competente, Nos estávamos unidos, tínhamos uma meta. Nos nunca falamos que iríamos ganhar de 500 mil ou 1 milhão de votos. Nos trabalhamos, nos não falamos, nós fizemos", criticou.

Walfrido que não pretende retornar ao governo federal para o novo mandato de Dilma. "Já tenho mais de 70 anos", disse ele, que ainda minimizou as críticas feitas por Aécio a ele durante o último debate, na Rede Globo, na ultima sexta-feira (24).

Festa

A festa no entorno do Comitê Municipal do PT fecha o quarteirão da rua Timbiras, entre rua Santa Catarina e avenida Olegário Maciel. De acordo com a Polícia Militar, mil pessoas estão no local.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave