Queda de votos em branco no 2º turno é maior já registrada

Número equivale a pouco mais de 1,9 milhão de votos; quantidade de votos nulos também caiu

iG Minas Gerais | Da redação |

O segundo turno das eleições presidenciais de 2014 repetiu o que ocorreu nas três eleições anteriores e viu cair o percentual de votos nulos ou em branco. A presidente Dilma Rousseff (PT) foi reeleita presidente da República neste domingo (26), com 51,59% dos votos. Aécio Neves (PSDB), candidato da oposição, registrou 48,41% dos votos, considerando 99,52% das urnas apuradas.

Enquanto no primeiro turno 3,8% dos votos foram em branco, neste domingo (26) o percentual caiu para 1,71%. Isso equivale a pouco mais de 1,9 milhão de votos. A queda, de pouco mais de dois pontos percentuais, é a maior registrada até aqui. Em 2002, o percentual de brancos passou de 3% para 1,9%; em 2006, de 2,7% para 1,3%; e em 2010, de 3,4% para 2,3%.

O percentual de eleitores que anularam o voto também diminuiu - de 5,8% no primeiro turno para 4,6% neste domingo, o equivalente a 5,2 milhões de votos. Nesse caso, a queda, de pouco mais de um ponto percentual, foi a segunda menor, ficando atrás apenas da registrada em 2006 (de 5,7% para 4,7%).

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quase 30 milhões de brasileiros se abstiveram neste domingo. O dado corresponde a 21% do eleitorado, mas o cadastro do tribunal pode ter falhas e contabilizar como abstenções eleitores que já morreram. No primeiro turno, as abstenções foram de 19,2%. Nesta, assim como em 2 das outras 3 eleições presidenciais com segundo turno, houve aumento no número de abstenções.

Leia tudo sobre: eleições 2014nulosbrancos