FHC diz que petistas estão tentando dividir o país

Para o ex-presidente Fernando Henrique, Lula substituiu o slogan "Paz e Amor" por um discurso de ódio

iG Minas Gerais | Da redação |

Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso e Antonio Anastasia
Orlando Brito/ ObritoNews
Geraldo Alckmin, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso e Antonio Anastasia

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou na manhã deste domingo (26) no colégio Sion, em Higienópolis, região central de São Paulo. Cardoso chamou atenção para a divisão política que está marcando essas eleições.

"Estão tentando dividir o país por classe, cor. Essa tentativa não é aceitável", afirmou. "Eles tinham um slogan que dizia Paz e Amor. Agora, o dono desse slogan está vendendo ódio", falou, em clara referência ao ex-presidente Lula, principal cabo eleitoral da candidata à reeleição, Dilma Rousseff.

FHC defendeu seus oito anos de governo e os feitos realizados por sua gestão. "Com o Plano Real, reduzimos em 30 pontos a pobreza. Universalizei a educação básica. E agora quer dizer que todos que emergiram à classe média são filhos do Lula? Não. São filhos de um país", disse.

Por fim, falou da corrupção, principalmente dos escândalos que cercam a Petrobras. "Temos, hoje, a ocupação de setores importantes do Estado por militantes políticos, com a função de desviar recursos. A primeira responsabilidade do próximo presidente, seja o Aécio ou a Dilma, será uma realizar uma reforma política".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave