Serra não comenta se assumiria ministério de Aécio

'Estou convencido de que vamos ganhar", afirmou o senador eleito por São Paulo

iG Minas Gerais | Da Redação |

Após acompanhar o voto do governador Geraldo Alckmin (PSDB), o senador eleito José Serra (PSDB-SP) foi votar junto com a filha, Verônica, e os netos Gabriela e Francisco, que usavam adesivos do presidenciável tucano Aécio Neves. Serra chegou ao colégio Santa Cruz, no Alto de Pinheiros (zona oeste de São Paulo), por volta das 12h40. Com uma camisa azul marinho, principal cor de seu partido, o ex-governador disse que "houve uma onda de virada" na reta final a favor de Aécio. "Estou convencido de que vamos ganhar", completou. Na urna, levou os netos para vê-lo votar -eles comemoraram quando o sufrágio foi confirmado. Em seguida, ele foi cumprimentado por simpatizantes tucanos, que chegaram a aplaudi-lo.   MINISTÉRIO Já na saída, questionado por jornalistas se tiraria licença do Senado para assumir uma possível pasta ministerial, Serra não comentou a hipótese. "Nós não ganhamos a eleição ainda para ficar já discutindo quem vai ocupar ou não vai ocupar que cargo", afirmou. Ao comparar um possível governo tucano com a possibilidade de Dilma Rousseff (PT) se reeleger, o senador eleito disse que a principal diferença seria a credibilidade da gestão de Aécio. O atual governo, disse, é composto por "gente que não sabe governar". "[O governo petista] está na origem dos problemas econômicos de hoje", exemplificou Serra.

Leia tudo sobre: eleiçõeseleição2014