"Pepe" Mujica vai votar de Fusca e disse esperar vitória de Dilma

Mujica disse que vai ficar atento aos resultados no Brasil e, que esperaria informações sobre uma vitória de Dilma Rousseff, para poder ligar e parabenizar a presidente

iG Minas Gerais | Da Redação |

Mujica foi recebido em seu local de votação aos gritos de
Presidência do Uruguai
Mujica foi recebido em seu local de votação aos gritos de "Pepe"

O presidente uruguaio, José "Pepe" Mujica, chegou em um Fusca 1987, conduzido por um motorista, para votar nas eleições deste domingo (26) que definirão o seu sucessor. Os principais candidatos à Presidência são o antecessor de Mujica na presidência, Tabaré Vázquez, da Frente Ampla, e o opositor Luis Lacalle Pou, do Partido Blanco.

Mujica foi recebido em seu local de votação aos gritos de "Pepe". Responsável por projetar o Uruguai internacionalmente em razão da aprovação da lei da maconha (que libera e regulamenta a produção e a distribuição), do aborto e do casamento gay, ele deixa o governo com 58% de aprovação.

Depois de votar, Mujica pediu que os eleitores participem da eleição com alegria e tranquilidade e disse que passaria a tarde plantando abóboras. "Vocês vão rir, mas vou ver se começo a preparar um canteiro para plantar abóboras, porque amanhã não vou poder. Me canso um pouco, mas durmo melhor." Mujica disse ainda que vai ficar atento aos resultados no Brasil e, que esperaria informações sobre uma vitória de Dilma Rousseff, para poder ligar e parabenizar a presidente.

De acordo com as últimas pesquisas, o candidato governista Tabaré Vázquez tem 42% dos votos, enquanto Lacalle Pou tem 32%. Os dez pontos parecem uma vantagem larga, mas o terceiro colocado da disputa, o senador Pedro Bordaberry, do partido Colorado, tem 15% dos votos e deve apoiar Lacalle Pou. As pesquisas para o segundo turno apontam empate técnico.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave