Improviso em alta

iG Minas Gerais |

Gravada entre março e abril deste ano, a primeira temporada de “Alucinadas” já está finalizada. Só mesmo assim para Renata Castro Barbosa e Luciana Fregolente não mudarem os roteiros das esquetes. Por ser uma produção “autoral e familiar”, como definem, o improviso foi um grande aliado durante os 28 dias de gravação, em uma casa no Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro. “Sem exagero, nenhum final de cena que fizemos foi exatamente como foi escrito”, entrega Renata, que gargalha ao se lembrar disso.

A série tem quatro quadros fixos, “Jack, Babe e Lola”, “E Se...”, “Antônio Alice” e “Princesas no Divã” e vários outros que não seguem uma ordem lógica ou vêm através de ganchos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave