Bem longe dos estereótipos

Em “Alucinadas”, Renata Castro Barbosa e Luciana Fregolente misturam família e amigos em projeto autoral

iG Minas Gerais | anna bittencourt |

Ansiedade. Renata Castro Barbosa e Luciana Fregolente não veem a hora do programa ir ao ar
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
Ansiedade. Renata Castro Barbosa e Luciana Fregolente não veem a hora do programa ir ao ar

Renata Castro Barbosa e Luciana Fregolente querem fugir de padrões e estereótipos. Com o discurso afinado, a dupla mostra sintonia ao dar forma televisiva para “Alucinadas”, projeto em que se dedicam há quatro anos.

Amigas de longa data, Renata e Luciana chegam a confundir. Apesar de completamente diferentes na forma física e comportamental, as atrizes ficam muito parecidas quando começam a detalhar o projeto que as uniu no teatro em 2010. O motivo, segundo elas, é a histeria que antecede o lançamento da série, na quarta-feira, dia 5 de novembro. “A gente tem esse problema. Falamos junto sem combinar. Por isso é que ficamos tão ansiosas perto dessa estreia. ‘Alucinadas’ é a gente em estado bruto”, define Luciana.

A série, uma coprodução do Multishow com a Midgal Filmes, tem 13 episódios e gira em torno de personagens femininos, no formato de esquetes de humor.

Fundamentalmente autoral, o projeto de Renata e Luciana teve tempo para ser feito exatamente da forma como elas queriam. Em 2008, impulsionadas pelo desejo de atuar juntas no teatro, as duas pediram para ver textos de amigos roteiristas. “Fomos atrás de quem a gente confiava. Fábio Porchat, Bruno Mazzeo e outros. Pedimos para ver, escrevemos alguns e chegamos em um final de 12 textos”, relembra Renata.

Daí, nasceu a peça homônima, que também foi levantada com o suor delas e de quem incentivava a ideia. “Sem patrocínio, tiramos dinheiro do bolso. E chamamos nossa galera para bombar”, conta Luciana, que fez a música de abertura da peça, que será usada na televisão, ao lado do marido, o cantor Leoni. Quando “Alucinadas” entrou em cartaz, em 2010, Christian Machado, gerente artístico do Multishow, fez o convite para adaptá-la para a TV. “Tínhamos outros projetos e ficava difícil encaixar isso. Só agora deu para gravar”, explica Luciana.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave