Palmeiras sai na frente, mas Corinthians empata nos acréscimos

Naquele que pode ter sido o último duelo entre os rivais no Pacaembu, Timão arrancou o 1 a 1 nos acréscimos

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Danilo foi o responsável pelo gol de empate do Timão
Site oficial/Divulgação
Danilo foi o responsável pelo gol de empate do Timão

Mesmo com um gol do centroavante Henrique ainda no primeiro tempo, o Palmeiras viu o Corinthians conseguir o empate por 1 a 1 nos acréscimos do clássico disputado neste sábado (25), no estádio do Pacaembu, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time do técnico Dorival Júnior, que viu o seu camisa 19 aumentar a sua artilharia no Campeonato Brasileiro, agora com 15 gols, chegou aos 36 pontos e abriu cinco de distância para a zona do rebaixamento. Mas essa diferença pode cair se os concorrentes vencerem na rodada.

Já a equipe do técnico Mano Menezes, que viu Danilo marcar aos 45min do segundo tempo, alcançou os 53, na terceira colocação, mas corre o risco de terminar o dia fora do G-4 caso Atlético-MG, Grêmio e Internacional vençam seus confrontos.

Empurrado pela sua torcida, o Palmeiras tomou a iniciativa da partida no primeiro tempo, com mais posse bola e maior presença ofensiva. Porém, a equipe alviverde dependia dos lampejos de Valdivia e das jogadas de bola parada para superar a marcação corintiana.

Já o Corinthians, melhor postado em campo e com um jogo coletivo mais forte do que o arquirrival, era mais perigoso nas suas descidas ao campo de ataque. Se não fosse o goleiro Fernando Pras, que fez ao menos duas importantes defesas em lances contra Luciano e Petros, os corintianos poderiam ter aberto o placar antes.

Porém, mesmo com muitas dificuldades de criar as jogadas no campo de ataque, o time palmeirense fez 1 a 0 antes do intervalo.

Aos 25min, após chute cruzado de Wesley de fora da área, Henrique aproveitou a finalização na pequena área e só escorou para o fundo de gol de Cássio.

Depois do primeiro gol do confronto, o clássico ganhou ainda mais ares de nervosismo em campo. Os jogadores de ambas as equipes estavam muito nervosos e reclamavam demais com a arbitragem em quase toda falta marcada.

Com o clima dentro de campo um pouco mais calmo, o Corinthians voltou para o segundo tempo atacando a equipe rival, principalmente, com os laterais que buscavam as bolas cruzadas para Luciano e Renato Augusto.

Para aumentar ainda mais a pressão, Mano Menezes colocou Malcom e Romero nos lugares de Jadson e Petros. Com isso, o cenário da partida se inverteu: o time alvinegro teve maior presença ofensiva, enquanto o Palmeiras recuou para jogar nos contra-ataques.

E, desta fora, quase os palmeirenses ampliaram o placar antes do apito final. Aos 36min, Wesley chutou de fora da área e acertou a trave do goleiro Cássio.

Porém, nos acréscimos, Danilo, que havia acabado de entrar em campo, pegou rebote dentro da grande área e empatou o jogo. A bola ainda desviou na zaga palmeirense antes de entrar.

PALMEIRAS Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Juninho; Marcelo Oliveira, Juninho, Wesley (Washington), Mazinho (Diogo) e Valdivia (Felipe Menezes); Henrique T.: Dorival Júnior

CORINTHIANS Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos (Danilo); Elias, Bruno Henrique, Petros (Romero), Jadson (Malcom) e Renato Augusto; Luciano. T.: Mano Menezes

Estádio: Pacaembu, em São Paulo Árbitro: Flavio Guerra (SP) Gols: Henrique, aos 25 min do 1º tempo; Danilo, aos 45 min do 2° tempo Cartões amarelos: Henrique, Juninho, Marcelo Oliveira, Nathan (P), Fábio Santos, Luciano e Petros (C) Público: 25.550 presentes