Jogadores cruzeirenses lamentam empate amargo em Florianópolis

Equipe celeste tinha tudo para sair de Santa Catarina com os três pontos, mas deixou a vitória escapar no finalzinho

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Nilton brigou muito durante os mais de 90 minutos, mas Raposa vacilou nos minutos finais
Flickr/Figueirense
Nilton brigou muito durante os mais de 90 minutos, mas Raposa vacilou nos minutos finais

O Cruzeiro parecia bem próximo de uma vitória tranquila sobre o Figueirense, ainda mais pelo desempenho no primeiro tempo. No entanto, na etapa complementar, a equipe recuou bastante, fugiu de suas características ofensivas e foi castigado com o gol de empate, marcado aos 47 min pelo atacante Pablo. O 1 a 1 no marcador após mais de 90 minutos desgastantes saiu com um sabor bem amargo para os jogadores celestes.

"São coisas inexplicáveis. Um lance que acaba sacrificando o que estávamos fazendo durante toda a partida. Criamos, marcamos, e em um momento displicente tomamos o gol. A gente passa o jogo inteiro finalizando em gol, e a equipe adversária consegue concluir em gol no único momento que tem. Temos que saber o momento de não errar. Podíamos sair daqui com os três pontos", avaliou o volante Nilton.

"Na casa do oponente é sempre uma pressão natural pela torcida. Mas nós não fugimos das nossas características. Poderíamos ter aumentado a nossa vantagem, fica um gostinho amargo com este resultado", completou. 

Outro que lamentou o resultado foi o goleiro Fábio. Atuando com uma lesão no tornozelo durante boa parte do confronto, o jogador adotou um discurso mais brando, mas ele não deixou de cobrar uma postura mais letal de seus companheiros.

"Isso (empate no fim) pode acontecer no jogo. O Figueirense veio com tudo para cima. Se a gente tivesse mais tranquilidade, poderíamos ter feito mais um gol. Temos que esperar o fim da rodada para ver o que vai acontecer. Mas temos que vencer os nossos confrontos. É sempre difícil jogar aqui em Florianópolis. Temos que sair de cabeça erguida. Mas vai dar tudo certo", concluiu.