Mais de 100 mil já fugiram da violência em Myanmar

Nos últimos dois anos, os ataques de budistas deixaram centenas de mortos e 140.000 presos em acampamento

iG Minas Gerais | Da redação |

Um crescente sentimento de desespero está alimentando um êxodo em massa de muçulmanos Rohingya do oeste de Myanmar. O número de pessoas que estão deixando a região desde que a violência eclodiu há dois anos já passa de 100 mil, segundo especialistas. Chris Lewa, diretor da entidade sem fins lucrativos Arakan Project, afirma que desde 15 de outubro tem havido um grande aumento no número de pessoas que buscam navios de carga para fugir do país, chegando a uma média de 900 por dia. Em menos de duas semanas, são quase 10 mil pessoas. Myanmar, um país predominantemente budista de 50 milhões de habitantes, conta com cerca de 1,3 milhão de Rohingya. Nos últimos dois anos, os ataques de budistas deixaram centenas de mortos e 140.000 presos em acampamentos, onde vivem sem acesso a cuidados de saúde adequados, educação ou empregos.

Agência Estado

Leia tudo sobre: Myanmarviolência