Unhas quebradiças

iG Minas Gerais | Dr. Telmo Diniz |

Queixa muito frequente entre o público feminino, a fragilidade das unhas tem pouca relação com problemas locais, ou seja, normalmente está ligada com algum problema de saúde ou de alguma carência na nossa alimentação. As unhas refletem a saúde do organismo, possuem muita queratina (substância que deixa a unha dura) e estão envolvidas no processo de proteção do organismo, além, é claro, da função estética.

O crescimento das unhas é contínuo e recebe estímulos hormonais e nutricionais diversos. A unha pode interromper seu crescimento ou apresentar alterações no seu formato uma vez que, em casos de doenças ou situações de carências nutricionais, o organismo redistribui sua fonte de proteínas e vitaminas para os órgãos vitais. Portanto, os nutrientes ficam escassos primeiramente nas unhas e nos cabelos e ambos ficam enfraquecidos, opacos e sem vida em situações diversas.

Inúmeras são as doenças que podem estar associadas com unhas quebradiças. Só para se ter uma ideia, o enfraquecimento das unhas pode se dar na presença de doenças cardíacas, do fígado, hematológicas, doenças da tireoide, reumatismo, leucemias, distúrbios hormonais, entre várias outros. Quando todos exames estiverem normais, devemos pensar em alguma carência que estamos deixando de consumir na nossa dieta. São várias as substâncias envolvidas na formação das unhas, porém, algumas em especial, como a vitamina A (betacaroteno), o ferro e o zinco são imprescindíveis.

Outras condições que também têm haver com o enfraquecimento das mesmas diz respeito a pessoas que fazem o manuseio de produtos químicos. Trabalhadores em geral que lavam as mãos com muita frequência e usam produtos abrasivos podem ter suas unhas fragilizadas e quebradiças.

Quem tem unhas fracas e quebradiças deve relatar esta queixa ao seu médico para que seja feita uma rastreabilidade no diagnóstico. Como falei antes, caso esteja tudo normal nos exames devemos considerar algum problema na alimentação. Para garantir o fortalecimento das unhas, recomenda-se a inclusão de nutrientes na alimentação, como carne vermelha e verduras de folhas escuras como o agrião, couve e brócolis. Também é importante deixar as unhas sem esmalte por um período para que consigam obter uma hidratação ideal.

Em casos específicos e selecionados, algumas pessoas podem também se beneficiar do uso de suplementos. Já existem no mercado cápsulas de reposição nutricional e fortalecedores de unhas que podem ajudar na resolução do problema. Há também suplementos que podem ser feitos em farmácias de manipulação, ou seja, dependendo da carência da pessoa, é feita uma receita específica, com nutrientes selecionados. Entretanto, é importante salientar que a suplementação deve ser feita e acompanhada por profissional qualificado.

Faça uma boa semana.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave