Demagogia e exagero

iG Minas Gerais | Paulo Navarro |

No capítulo gente fina, Dulce e Max Rodrigues
barbara dutra
No capítulo gente fina, Dulce e Max Rodrigues

Nada contra a Lei Seca. O problema é que “declararam guerra à noite e ao entretenimento de BH”, fala o consultor em Assuntos Urbanos, José Aparecido Ribeiro. “Além das blitze cinematográficas, a Secretaria de Defesa Social agora infiltra agentes à paisana nos bares e restaurantes da cidade. Perderam a noção de proporcionalidade e razoabilidade”. Quando uma pessoa que consumiu bebidas alcoólicas seguir em direção a um automóvel, eles avisarão uma viatura da PM, que fará a abordagem com bafômetro. Exagero e hipocrisia Deter os assassinos do trânsito e os que cometem excessos, claro. “Porém, há meios de fazê-lo sem cercear o direito da maioria ao lazer. BH não tem mar, querem acabar com o bar. Quanta hipocrisia e despreparo”, continua Ribeiro. Enquanto mobilizam aparato para perseguir quem tomou uma cerveja ou taça de vinho, a bandidagem circula livremente. Hipocrisia e falta de educação De força-tarefa para liberar macas presas em salas de emergências de prontos-socorros, enquanto ambulâncias ficam paradas, ou policiais que passam horas digitando um simples BO, travando viaturas, não se tem notícia. Mas vemos blitze cercando bairros inteiros nas madrugadas cada vez mais vazias de BH. “Em nenhum lugar do mundo as forças de defesa se prestam a constranger cidadãos em seu sagrado lazer. Até porque cada um é responsável por seus atos. Quem pode votar deve também sentar no restaurante e saber seus limites”. Falta de educação e bom senso Endossando Ribeiro, o restaurateur Fernando Areco “Motta” lembra que nos EUA e Europa não vemos quebra-molas: “É porque o cidadão obedece à placa com o limite de velocidade. Aqui não se investe em educação, mas no flagrante e multas”. Lá fora também não há blitz para conferir quem ingeriu álcool. Se um motorista é visto em direção perigosa, um policial o aborda e toma as medidas cabíveis. Normalmente, dá cadeia. Bom senso e quebradeira Em coro, o presidente da Abrasel-MG, Fernando Júnior, acrescenta: “Como se não bastassem os aumentos de aluguéis e impostos, a falta de mão de obra e a própria Lei Seca, com blitze em frente aos estabelecimentos, agora temos os dedos-duros. Nunca foram fechados tantos bares e restaurantes em BH. É isto que queremos?”. Mercado borbulhante Gabriela Moreno Sanches, diretora de marketing e comunicação da Moët Hennessy, esteve em BH para encontro com parceiros na 68 La Pizzeria. A grande novidade de uma das marcas do grupo, Veuve Clicquot, é a Clicquot Mail, linha de embalagens que resgatam a tradição de Madame Clicquot em se comunicar por correspondência. Sobre o mercado, Gabriela diz que hoje o consumo de vinhos no Brasil não está mais concentrado em São Paulo e no Rio. “Grandes capitais, como BH, são praças maduras em termos gastronômicos, entendem nossa linguagem”. Festa eletrizante “São várias as oportunidades de associação de marca. Queremos nos aproximar do consumidor final, trazendo enólogos para degustações harmonizadas, com clientes especiais, e através de eventos sociais”, conta Gabriela. Eventos como a Yelloween, by Veuve Clicquot, sábado (25), na boate naSala; e os 25 anos da Paulo Navarro Comunicação, que a Chandon assina com O TEMPO, Andrade Gutierrez, Aethra, Sicepot-MG, Ambev e Concreto. A festa será para convidados, dia 26 de novembro, no Chalezinho, com shows de Jazz’n Coffee e Mark Lambert & Orquestra Radio Swing. LANÇA-PERFUME

O Colégio Colibri – Educação Modular convida para a Mostra Cultural – Onde pessoas, histórias e conhecimentos se encontram. Neste sábado (25), das 10h às 14h, alunos apresentam trabalhos desenvolvidos ao longo do ano: música, teatro, exposições e muito mais.

Dia 27, na Praça Marília de Dirceu, Lourdes, tem o Villa Vittini Fashion Day: às 16h, abertura com exposição de fotografias de Weber Pádua, seguida de palestra da diretora de redação da “Vogue”, Daniela Falcão, e desfile da coleção primavera-verão 2015.

Há 35 anos, Antônio Augusto Marcellini inaugurava em Belo Horizonte o restaurante Era Uma Vez Um Chalezinho. No próximo dia 28, comemoração no Sótão do Clube Chalezinho.

A Backer inaugura seu Pátio Cervejeiro, dia 29, no Olhos d’Água. Turismo, gastronomia, negócios, cultura e cerveja, no mesmo espaço. Além da visitação à fábrica e “aula” na sala multimídia, destaque para o Templo Cervejeiro, com degustações e harmonizações.

Até dia 26, em Búzios, no Hotel Le Relais La Borie, o 5º Encontro Gastronômico Les Pantagruels reúne oito chefs franceses (estrelados pelos guias “Michelin” e “Gault & Millau”) e nosso Ivo Faria, único brasileiro sempre presente na festa francesa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave