Terceiro bloco tem citação de humorista e debate sobre crise hídrica

Dilma fez referência humorística a respeito da crise hídrica em São Paulo; Aécio questiona mensalão e casos de corrupção

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Realizado pela Rede Globo, o último debate de presidenciáveis acontece nesta sexta-feira (24). O terceiro bloco foi marcado pela discussão a respeito da falta de água em São Paulo. Dilma afirmou que a culpa do racionamento é do governo estadual, atualmente gerido pelo PSDB de Geraldo Alckmin.

Em resposta, Aécio afirmou que faltou planejamento ao governo federal para criar parcerias com São Paulo para evitar a crise hídrica. Dilma ironizou o tucano e citou a frase de um humorista, o que levou a plateia presente às risadas.

Na sequência, o tucano questionou a presença de Dilma no Planalto durante os últimos dias de campanha. Presidente se defendeu e afirmou que nunca deixou de planejar e administrar a gestão durante suas viagens.

Aécio voltou a citar a criação do Plano Real, afirmando ser o maior programa de transferência de renda da história. Momentos após, citou o lema 'não vamos olhar para o retrovisor, vamos planejar o futuro'.

Depois, questionada sobre o mensalão, Dilma retrucou com a falta de julgamento e presos no caso do 'mensalão tucano mineiro'. A discussão sobre leis orçamentárias criadas no governo FHC continuou, com cada candidato defendendo o próprio partido.

Dilma continuou a sequência reafirmando números da educação em seu governo, além da criação de programas sociais. Ela perguntou a Aécio sobre a posição contrária do PSDB a planos como o Prouni e outros investimentos. Na resposta, o tucano ignorou o questionamento e lembrou elogios da presidente a Fernando Henrique Cardoso.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave