Temer diz que reportagem envolvendo Lula e Dilma foi “campanha"

Segundo publicação, em depoimento à PF como parte do processo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef teria dito que petistas tinham conhecimento das irregularidades

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), vice na chapa de Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição para a Presidência da República, classificou como “campanha” a reportagem de capa da revista Veja com denúncias sobre o esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela Polícia Federal (PF) na Operação Lava Jato. A matéria foi publicada nessa quinta-feira (23), na edição online da revista.

Segundo a reportagem, em depoimento à PF como parte do processo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef teria dito que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma Rousseff tinham conhecimento das irregularidades.

Temer falou à imprensa na chegada ao hotel onde está hospedada Dilma Rousseff, na Barra da Tijuca. De lá, os dois seguirão para o debate da Rede Globo, na noite de hoje (24).

"A observação que eu faço é que a matéria da Veja não foi uma simples informação. Foi uma campanha, né? E, portanto, eu acho que ela não mudará as coisas. E eu acho que se o candidato Aécio quiser levantar este tema, de uma forma agressiva, acho que ela deve repudiar", disse.

Temer ressaltou ainda que dificilmente um chefe do Executivo poderia saber de tudo o que ocorre nos escalões inferiores. "Às vezes, em um departamento muito inferior, você não consegue saber tudo o que acontece. Imagina no país. É dificílimo."

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave